2005/10/26

Que livros tens pousados na tua mesinha de cabeceira?

Para já, tenho A Praia Roubada de Joanne Harris, que quero começar a ler. E tu, que livros tens pousados na tua mesinha de cabeceira?

Albuquerques



Aqui estão duas fotos da estante de Abuquerques
Nesta estante estão guardados alguns dos meus livros favoritos.
Saramago e Pessoa também "moram" nesta estante.
E há alguns livros que foram aí arrumados rapidamente,e não pertencem ao grupo!
Está aqui também a obra de Garcia Marques. Ver fotos no blogue.



Abuquerques

Pois sei que não tem nada a ver com estantes, mas deixa-me dizer-te que gosto muito do teu chão! :) (é impressão minha ou está ali no cantinho um aquário com peixinhos?)

Kwan



Eis a estante do Kwan, um pouco empobrecida à imagem da conjuntura nacional! ;)
O que não reflectirá de certeza a sua cultura! :)

2005/10/24

Harry Potter e o Príncipe Misterioso


de J. K. Rowling

Gosto de tudo o que é fantástico e por isso também sou fã da saga do Harry Potter. Ainda para mais, tendo a J. K. Rowling, vivido no Porto, torna a autora ainda mais interessante. Custou-me ler o 1º Harry Potter e a Pedra Filosofal, principalmente até ao HP entrar na escola mágica de Hogwarts. Fui gostando cada vez mais de ler esta saga e li os 4 livros que tinham sido publicados de rajada.
O 5º livro tinha 750 páginas e achei-o um pouco cansativo. Este é o 6º. Falta só o 7º para acabar a saga. E sinceramente vos digo, achei este bem melhor que o 5º, mas muito mais deprimente também. E mais não digo, que não sou desmancha-prazeres e não vou contar o que vai acontecer...

E vocês, gostam dos livros da J.K. Rowling?

Jolaze


Estante do Jolaze.

Devo confessar que fiquei muito bem impressionada com a arrumação livresca e musical. Até lhe perguntei se ele não queria ver ordenar as minhas estantes. Mas, claro, como não é louco, não aceitou!!! ;)

Norm



Estante do Norm, parece-me reconhecer uns livritos da saga do senhor dos anéis! ;) o Norm também tem um blogue voyeur: Janela Minha. Não se esqueçam de lhe enviar as vossas janelas.

Alegrão



A minha foto reflecte mais a vertente "estantes" e menos a "leituras".
A colecção de artesanato vai, pela sua natureza, ganhando espaço nas estantes em vidro, mais à vista. Os livros vão aos poucos sendo transferidos para a as estantes inferiores.
Nesta sala da casa estão guardados os livros "de autor". Nas estantes do quarto encontram-se as minhas leituras habituais: livros e revistas técnicas, velhos livros dos tempos académicos e as revistas de automóveis.
Entre os autores da minha biblioteca encontram-se entre outros José Saramago, José Cardoso Pires, Lídia Jorge ou Manuel Alegre, Vitor Hugo. Entre os poetas, Aleixo e claro José Carlos Ary dos Santos.
Da minha infância guardo todos os livros da colecção "Uma aventura" de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada.
Obras quase completas: José Saramago, Eça de Queiroz, Jorge Amado. Depois muitos livros de história de Portugal, universal, da arte, do século XXI. Alguns livros de medicina.

Alegrão

Eduardo



Esta pequena estante não é propriamente uma biblioteca de família mas estão ali alguns registos que provam ao que cheguei, hehe...
O resto anda espalhado pela casa dos amigos.
É bom partilhar o que temos de melhor com eles.


Eduardo
É verdade Eduardo, já fui muito agarrada aos meus livros bem que os emprestasse sempre. Claro que nem toda a gente os devolve, o que é uma pena. Se todos os livros que já emprestei voltassem para casa, acho que teria de comprar mais uma estante! Mesmo assim, continuo a emprestá-los!

Lénia





Eis a minha estante que eu, por acaso, adoro! Está semi-vazia porque mais de metade dos meus livros ainda povoam a casa dos meus pais. Está organizada por temáticas: livros portugueses, livros de auto-ajuda, livros de receitas, policiais, colecções, livros sobre o oriente, livros sul-americanos, livros em línguas estrangeiras, etc... Aproveito e vai também a foto da minha secção preferida: a que tem os meus livros do Saramago (vénia ao senhor!).

Lénia

2005/10/22

Nils

Aceitar o desafio de falar das minhas estantes é, um pouco, abrir as portas de casa. Não invadem toda a casa, reúnem-se numa só sala para a conquistar um dia. As minhas estantes guardam-me esquecido. Nelas estou... No Jung, no Freud, no Mircea Eliade, no Bret Easton Ellis, no Shandy... E em outros, mas nos três primeiros sublinhado.



Estou nos retornos e nos espaços que não existem nelas mesmas e que acabarão por aparecer, para caber outro... Prevalece a ficção! Adoro Literatura e é ela, para lá de todos os outros livros, que me faz sentir como se mostrasse a minha sanita depois da descarga e antes da intervenção do piasaba (piaçá?). Gosto também dos livros que me fazem sentir místico, uma espécie de mago de tanta mágoa, dos que me fazem sentir sábio e esotérico. De livros para a chuva (como os de Conan Doyle) e para dias de sol (como os de O'Neill).



Gosto das lombadas da Sophia Mello Breyner Andersen como de popas de navios que partem e dos romances de Douglas Coupland como s ombras de aviões que aterram. As colecções (Autores Portugueses Contemporâneos, Grandes Clássicos da Literatura Portuguesa, História dos Municípios e Freguesias de Portugal, etc.), muitas do planeta Agostini, invadem como marcianos espaços de livros por ler e espaços de livros já lidos. As colecções poupam-se nos cafés para se gastar na papelaria e houve o tempo em que eram pagas pelos pais, o que não foi há tanto assim. Por ler deitados, já lidos de pé. Assim se arruma alguma tralha. Para os pôr ler há também caixotes do IKEA estantes. Tenho tudo muito arrumado como os diários de uma adolescente apaixonada. Por disciplinas (vulgo Livros Técnicos) e nacionalidades (Literatura). Tudo indiferenciadamente de Cristo em diante, com muito pouco de anterior. Romances sem poesia são não literatura e tenho alguma no meio de poetas e grandes escritores. Nada possuo, estou ou estou para ser, fui, sou e hei-de ler. Perante a tentação não me cegaria, este o meu pecado.



Nils ou Livros de Próspero

Nana





Aqui vão 2 pics de livros e estante da Nana. Está um bocado desarrumado, mas a organização extrema, por cores e feita a régua e esquadro nem sempre é bom sinal!!Eu cá me entendo nas minhas tralhas!! ;)

Quem sou eu para te atirar a primeira pedra, Nana? Se tu visses as minhas! A minha estante não é nenhum museu nem uma biblioteca. :)


Clitie





Estas são as estantes da Clitie, muitos livros em pouco espaço. Só falta mesmo nelas é a Sasha! ;)


Isa


É uma tarefa chata, mas alguém tinha que a fazer: aqui vai a foto de uma estante despida de livros, livros esses que ainda se encontram encaixotados algures, à espera de estante maior. Mas como esta é até agora, a única estante cá em casa, é ela quem merece o destaque! A grande maioria são livros técnicos, a minha leitura preferida :)

2005/10/20

Menina Marota

Olá... boa tarde.

Tal como prometi, aqui estou a enviar as estantes de minha casa...

Esta guarda aqueles que mais preservamos... serve também, para guardar algumas
peças de muito afecto.



Esta faz parte do recanto do quarto, local onde gosto de ler em silêncio...



Esta está incorporada no meu local de trabalho e refúgio...



Não mostro aqui, os livros que estão empilhados na casa da aldeia... ;)

Um abraço terno ;)

Menina Marota

Célia



Estante da Célia

Gosto muito da tua estante, Célia. Hummm gostava de ter assim os livros arrumadinhos por temas e ordem alfabética, mas coitados, a arrumação nunca dura muitos dias. Os meus livros andam sempre em movimentos perpétuos! ;)
Já agora, que andas a ler estes dias?

2005/10/19

Mata Hary

Mais uma fotografia de uma estante preenchidíssima de livros.
Mesmo contrariando a opinião da solene fotógrafa, não me parece nada mal; e não sou único. Refiro-me, óbvio, à qualidade da fotografia - o conteúdo fala por si.

Não encontrei mesmo nenhuma razão para que ficasse esta foto fora do leque de estantes "convocadas". Aliás, contribui para enriquecer aqui o espacito.
Acabaram, portanto, de apreciar este contributo da Mata hary. Citando-a, ela fez a sua parte; nós fizemos a nossa.

Alex

A MINHA ESTANTE

A mui querida e adorável Jacky pediu-me para fotografar e falar sobre as minhas cuecas, perdão, a minha estante e as minhas leituras, razão pela qual vos venho falar sobre algo tão íntimo.
A minha estante talvez seja uma decepção para a maioria de vós, mas trabalhando numa grande biblioteca, para quê possuir em casa livros que já existem onde trabalho? Além de ser melhor economicamente, também beneficio em termos de espaço.
Note-se contudo, que possuo em Coimbra uns milhares de livros armazenados à espera de melhores dias...
Quanto às minhas leituras, sou um bibliofago! Confesso! Não é certamente por acaso que este ano já vou em 229 livros lidos. Destes, uma maioria é de poesia, pelo que são livros pequenos, lidos na Ginástica. É uma forma de complementar a minha formação, ler livros de autores que desconheço. É uma vergonha não conhecer alguns escritores, tendo em conta a minha profissão. Alguns, contudo, leio por motivos de cartas ou artigos em que esteja a trabalhar.

Quanto a fotos da minha estante, como não possuo uma máquina digital não as posso tirar, mas convido desde já a Jacky a vir pessoalmente a minha casa tirar-lhe uma foto, bem como às minhas cuecas, sobre as quais havia muito para dizer (mas infelizmente tenho de ser breve), recebendo uma massagem como brinde, da qual de certeza não haveria de se queixar (nunca recebi queixas). Espero ter-lhes saciado a curiosidade num aspecto... e espicaçado noutro.

Eis uma amostra das últimas leituras:

205. CASTILHA DEL PINO - 4 ensaios sobre a mulher. Braga, Espaço, 1971. Livro que me foi oferecido pela Drª HBC.

206. MALLARMÉ, Stéphane - Poemas Lidos por Fernando Pessoa. Lx, Assírio & Alvim, 1998. R2-12-7(42)

207. ALMEIDA, Fialho de - A Taça do Rei de Tule. Sintra, Colares Editora, 2001. 8b2590. Lido na Ginástica(?). Mas em boa moral os vícios não se distinguem muito das virtudes. Por exemplo, no amor, onde acaba a virtude e começa o vício? (Conto do Almocreve e do Diabo, p. 56)

208. BRETON, André - Poemas. Lx, Assírio & Alvim, 1994. R2-12-7(20). Lido na Gin.

209. KELLERMAN, Paulo - Miniaturas. Lisboa, Colibri; Portimão, Câmara Municipal, 2001. 8b2331. Conjunto de pequenos contos, de meia página, por vezes muito engraçados. Gostei especialmente de:
Castigo, p. 15: um menino achou que por atirar pedras à Lua esta ficou com "os aleatórios montes de pequenas rochas", como disse na TV).
Joelho, p. 16-17: Uma vez, apaixonei-me por um joelho. (...) Hoje, passados tantos anos, apenas recordo o joelho. E pergunto: apaixonamo-nos por seres humanos ou por partes de seres humanos?
Casal, p. 23: Havia um menino tímido que se apaixonou por uma colega de escola. (...) Sessenta anos passaram. O menino entra num lar de idosos. (...) Uma vez mais, não consegue falar-lhe. Mas não se aborrece, pelo contrário, sente-se feliz. Pois sabe que morrerão debaixo do mesmo tecto, juntos, como um velho casal.
Infecção, p. 34: Sempre fui uma disquete sexualmente activa. (...)

222. CRUZ, Guilherme Braga da - A Obra de S. Martinho de Dume e a Legislação visigótica. Braga, Livraria Cruz, 1952. Sep. Scientia Iuridica, 1(4)1952

223. CHAVES, Luís - São Martinho de Dume a Sociedade Suévica. Braga, s.n., 1962. Sep. Bracara Augusta, 11/12.

224. OLIVEIRA, Miguel de - São Martinho de Dume e a Conversão dos Suevos. S.l., s.n., 1960. Sep. Bracara Augusta, 9/10

225. SOUSA, Manuel Pinto Ferreira de - A Filosofia Moral de S. Martinho de Dume, em antologias Senequistas. Braga, Fac. Filosfia, 1980. Sep. de: Revista Portuguesa de Filosofia, t. 36

226. TAVARES, Severiano - O Senequismo de S. Martinho de Dume. S.l., s.n., 1950. Sep. de Idem, t. 6

227. SOARES, Amadeu (coord.) - Atlas de Fauna e Flora da Serra da Cabreira. S.l., Centro de Interpretação e Animação da Serra da Cabreira, 2000. 5A128. Lido para fazer acrescentos à Crónica de Viagem à Serra

228. CENTRO DE INTERPRETAÇÃO E ANIMAÇÃO DA SERRA DA CABREIRA - Guide of Serra da Cabreira: hiking trails. S.l., CIASC, 2002. 7A1053. Idem.

229. MACIEL, Tarcísio; MACIEL, M. Justino - Estradas romanas no território de Vinhais. Vinhas, C.M.V., 2004. Lido a 11/10 para escrever uma carta para um jornal sobre pontes romanas e pontes medievais.
:) Alex, depois combinamos! ;)

2005/10/18

Lobices


Uma das estantes do Quim do Lobices, com quem já me cruzei várias vezes em encontros de blogues! :)

Cumixoso



Estante do Cumixoso.

Já deu para reparar que gosta de policiais e de thrillers. Certo? ;)

2005/10/17

Finúrias - Tozé





Aqui vão 2 das 6 estantes ! E agora reparo o quanto desarumada uma delas está !!! Quanto a leituras, falarei mais tarde. Agora vou arrumar a casa...

Finurias, também Tozé!

Hummm Finúrias, fico à espera das outras, rôlo incluído, e já deu para ver que mandaste encadernar as tuas revistas quo! Quanto à desarrumação, devo dizer-te que as minhas estão muitas vezes assim pois eu trabalho com livros e ando sempre a remexê-los... Bem-vindo ao clube!

2005/10/16

Vicktor

Os livros fazem parte do meu mundo desde os 16 anos quando li alguns livros envolvendo histórias fabulosas da Escócia e da autoria de Walter Scot. Depois disso, não mais deixei de ler e de guardar cuidadosamente todos os livros que fui adquirindo.

Os muitos livros que constituem, hoje em dia, a minha modesta biblioteca encontram-se todos devidamente catalogados segundo um código decimal que fui desenvolvendo e aperfeiçoando com o decorrer do tempo.


Junto a mim tenho agora três livros de José Saramago, que muito aprecio: O Ano da Morte de Ricardo Reis, Don Giovani (teatro) e ensaio sobre a Lucidez.

O livro que li mais recentemente foi “Convoquem a Alma” de Fernando Carvalho Rodrigues. Gostei muito da temática e da forma como o autor a trata.

Nas minhas estantes tenho de tudo um pouco, além de livros dedicados à Economia, às Sociedades Humanas e às Tecnologias da Informação, tenho e gosto de ler Poesia, Romancistas Portugueses, Brasileiros e Traduções, Literatura erótica e do Misterioso.


Vicktor

Browserd


Esta é a minha estante de "arquivo morto" de livros. Ao contrário do que acontece normalmente nos escritórios, o meu "arquivo morto" não é destruido.

Vai para uma garagem a cerca de 100 km de casa onde já constam alguns milhares de exemplares, mas em bom estado de arrumação, protegidos de humidade e exposição solar. Esta foto é representativa do tipo de estrutura de que estou a falar. Os livros que dela constam são todos relacionados com informática pois são os que me custa menos ver partir das estantes de casa.
Em breve enviarei mais fotos... Com mais história...

browserd

João Scottex

Cá vai uma das prateleiritas... do João Scottex! As outras não estão apresentáveis...



Já agora, se quiseres enviar fotos do teu sofá, eu agradeço.

Abraço.

João Scottex

Gotinha

Envio o móvel da sala aonde os livros são arrumados com critérios de acessabilidade e uso mais frequente. Os livros do baby estão na parte de baixo e as enciclopédias, atlas, dicionários e livros mais catitas estão na parte de cima. Os manuais escolares e dossiers estão na estante do escritório.

Acho que ficava incompleto sem a estante do escritório...

Gotinha.

PmA



Embora considere este fenómeno de exposição do espaço privado no mínimo curioso, coisa por regra salvaguardada pela e à maioria dos simpatizantes da blogosfera, acedo ao teu repto e aqui ficam uns breves ‘olhares’ por entre o que, modestamente, chamo a minha biblioteca.
Com um certo quê de destrambelho continua, mesmo assim, a ser um dos espaços mais bem arrumados – menos desarrumados – que consigo, com algum esforço, ir mantendo. Curioso, alguém disse um dia que tratava os meus livros como se fossem progenituros (não sei porque é que esta palavra não consta da maioria dos dicionários) de um certo amor... coisa estranha, mas não inteiramente descabida.



Quanto às minhas leituras. Ora bem, reparto-a essencialmente entre dois grupos dominantes: uma de cariz predominantemente lúdica e outra tida como mais técnica. Nada melhor, então, do que fornecer alguns exemplos. E para exemplificar, elejo as obras que, de uma forma ou de outra, foram para mim mais marcantes e que ganharam uma especial admiração. Dentro do primeiro grupo, enfatizo seis de eleição: Os Miseráveis, O Evangelho Segundo Jesus Cristo, Cem Anos de Solidão, A Causa das Coisas, 1984 e Para Sempre, Victor Hugo, Saramago, García Márquez, Miguel Esteves Cardoso, George Orwell e Vergílio Ferreira. Outros ainda, A Insustentável Leveza do Ser, O Senhor dos Anéis, Cartas a Sandra, Fazes-me Falta, Admirável Mundo Novo, O Vermelho e o Negro, O Triunfo dos Porcos, A Balada da Praia dos Cães, Cão Como Nós, Um Romance de Amor, Depois da Bomba, Gente Feliz com Lágrimas..., Kundera, Tolkien, Vergílio Ferreira, Inês Pedrosa, Aldous Huxley, Stendhal, Orwell, Cardoso Pires, Manuel Alegre, Isabel Stilwell, Philip K. Dick e João de Melo.
Embirro, embirrância de estima, com Paulo Coelho, que escreve contos de miúdos para adultos; e com poesia, mas aqui porque sempre me senti incapaz de a compreender. Policiais e ficção científica não fazem igualmente parte dos mais queridos.
Dos mais técnicos, segundo grupo, não referencio; aliás, vai já demasiado longa e aborrecida esta descrição. Refiro somente que pouco saio da minha área preferencial, as ciências sociais (na sua generalidade).

À cabeceira parasitam dois livros, estes vincadamente técnicos por motivo profissional. Outros mais aí moram encostados, aguardando vontade, paciência e tempo do senhor dono. Entre eles, Equador e o semi-lido Muros, Sousa Tavares e Júlio Machado Vaz; dos outros já não me recordo sequer...
Para não ser ainda mais extenso – logo, mais chato -, encerro por aqui. Espero ter saciado parte da tua curiosidade, mesmo insistindo que este fenómeno ‘voyerista’, como o denominas, acarreta algo de estranho. Porque já chega, Fim.


PmA

2005/10/15

Yardbird





Estantes do Yardbird

Visitante X



Este é um dos três blocos de estantes daqui de casa. São separados tematicamente dos outros.

Aqui encontramos romances, ficção, poesia, história, arte, banda desenhada, enciclopédias e tudo o que é relacionado com cultura, além do monte de bibelots e fotografias!

Esta foto não tem colete reflector, pois ler não é perigoso! ;)

Visitante X

2005/10/13

Atlantys



Estante da Atlantys

Ana [lua]







Aqui tens as minhas estantes

Livros preferidos:
Equador - Miguel Sousa Tavares
Ensaio sobre a cegueira - José Saramago
A Valsa do Adeus - Milan Kundera

De momento não ando a ler nada. Tenho uns livros na cabeceira para começar mas...

Ana [lua]

Peciscas



A minha estante é um tanto anárquica. Assim como as minhas leituras.
Poesia, sempre que posso (Gedeão, Ary, Eugénio, Zé Gomes Ferreira e tantos mais).
Depois, Saramago, Eça, Jorge Amado, Redol, Soeiro... Conforme se depreende, essencialmente, "a minha pátria é a língua portuguesa". Mas, é claro, não sou xenófobo.
Há muitos outros de que gosto e não moram cá. Estes são apenas meros indicadores.
Ah! E não falo da catrefada de livros que leio por causa da profissão. Quase sempre, também com prazer.

Peciscas

Jacky


Eis alguns dos meus livros para inaugurar o blogue Estantes & Leituras.
Brevemente, virão outros...
Queria destacar a minha primeira enciclopédia: a Lexicoteca, editada pelo Círculo de Leitores. Na altura, não havia muito acesso aos livros e ´comprei essa enciclopédia durante 3 anos com a minha mesada era ainda adolescente. Fez-me e ainda me faz imenso jeito! Continuo a ser sócia do Círculo de Leitores, porque contribuem para a cultura e a leitura em Portugal, principalmente em zonas em que não há propriamente livrarias ao virar da esquina. Os meus parabéns ao CL (Um dia desses, falarei das bibliotecas itinerantes)

Jacky do amorizade

2005/10/12

Estantes & Leituras

Um blogue voyeur sobre estantes que vai na onda dos seus antecessores. E já agora para falar também de livros e leituras e preferências...
Envia as tuas fotos das tuas estantes e dos teus livros para estanteseleituras@gmail.com acompanhado ou não de um texto sobre o que gostas de ler, quais os teus livros preferidos, o que andas a ler, enfim, o que te apetecer.

Boas leituras!